quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Um amigo chamado Henrique

A vida é feita de encontros em estradas incertas.
Ao longo da mesma, encontramos muitos sorrisos estampados, olhos tristonhos e personalidades diversas.
Quando encontramos um amigo como Henrique, o nosso coração transborda de ternura na vontade de expressar o quão especial para as nossas vidas e principalmente para o mundo ele é.
Ele sorri e chora a vida fazendo a diferença. Ele observa os detalhes que muitas vezes são deixados de lado em meio da correria do tempo. Ele cultiva palavras aveludadas capazes de nos acariciar internamente e movimentar uma intensa vontade de mudar a realidade junto com ele.
Antes mesmo do mundo ser mundo o seu coração já era conhecido. Sua alma já era uma pintura que seria personificada sobre a face da terra.
Henrique seria aquele que sentiria uma vontade pulsante e interminável de amar cada ser humano. Henrique com muita humildade tentaria espelhar-se no coração de Cristo ao amar o próximo do jeito que ele é, ao quebrar barreiras e cadeias existentes apenas nos nossos pensamentos, ao acolher o pobre de espírito, ao romper injustiças e paradigmas sociais com amor, dedicação e bondade.
Durante toda a minha existência eu esperei um amigo como o Henrique, mesmo em uma fase inicial do meu pequeno contato com ele, tenho certeza de que era por esse amigo que a minha vida andava a precisar.
Um amigo capaz de colher minhas ervas daninhas e plantar um imenso orquidário no que se chama pensamento.
Tenho certeza que muitos de nós (suas ovelhinhas), temos um orgulho incondicional de tê-lo em nossas vidas.
Uma vez você falou sobre um amigo muito especial para você: O Foca.
Completou dizendo o quanto você desejava dentro do seu coração que alguém lhe visse como você vê o Foca, como alguém que lembrava o próprio Jesus Cristo. A sua natureza comovente, intrigante e surpreendentemente adorável com toda certeza nos lembra Aquele que morreu por nós.
Você nos ensina a ter um contato íntimo e particular com Deus.
Você nos estimula a aprender sobre a natureza incomparável e inexplicável do Criador.
Você nos constrói corações humanos com fardo de paz e sede pelo bem.
Você nos trilha caminhos para a vida eterna que só Ele pode nos oferecer.
Você nos proporciona a alegria de vê-lo semanalmente.
Você nos surpreende com seu humor exótico, divertido, agradável e singular. (O qual confesso que me provoca muitas risadas.)
Você nos faz perceber no outro um coração igual ao nosso.
Você nos faz ter compaixão aos pequeninos ENORMES de Cristo.
Você nos mostra que somos tão minúsculos e dependentes com a leveza de sentirmos entre o adormecer e acordar que mesmo assim somos especiais para Ele.
Você nos cativa a ponto de querermos provocar seus sorrisos mais sinceros.
Você nos conforta ao sentirmos que temos um amigo de verdade, amigo este que não quero que a vida leve para longe.
Você nos transforma através Dele.
Continue sendo este anjo em forma de amigo.
Obrigada por tudo.

4 comentários:

Henrique disse...

Nem sei explicar o que senti ao ler o texto. Surpresa, leveza, paz, renovo...principalmente gratidão. Quero muito, em minha caminhada, refletir a luz de Cristo, que brilha mesmo em meio às minhas fraquezas e fragilidades.Quero sempre ter um coração à disposição da humanidade, é o meu querer de todos os dias! Conte sempre com minha amizade querida amiga, poeta e ovelhinha! Vejo Deus em sua vida!
Do quase poeta rsrsrs Henrique

Thyago disse...

=)

Thyago disse...

Mas que fique claro que eu fiquei com ciúme u.u
xDDD

Anônimo disse...

Eu enxergo uma amizade de verdade nessa relação. Fico tão feliz por isso! ^^ Fico feliz por você. Por acreditar, por permanecer firme em seus princípios, por ter Deus em seu coração! Que Deus abençoe você, e seu novo amigo, de coração! :*

Postar um comentário